Odebrecht é acusada de trabalho escravo e tráfico internacional

Ministério Público do Trabalho (MPT) diz que grupo empresarial mantém 500 trabalhadores brasileiros em condições semelhantes a escravidão na Angola

Após reportagem da BBC Brasil que denuncia maus tratos em obras, a construtora Odebrecht foi acusada de ter praticado tráfico de pessoas. A denúncia foi feita pelo procurador Rafael de Araújo Gomes e entregue à Justiça do Trabalho de Araraquara (em São Paulo). Ele pede para que o grupo empresarial pague R$ 500 milhões por danos coletivos aos trabalhadores. Os dirigentes da empresa e suas subcontratadas devem responder às denúncias ao Ministério Público e a Polícia Federal.

A empresa disse que só pronunciaria algo sobre o caso após ser notificada judicialmente, o que deve acontecer dentro de alguns dias úteis, após o MP protocolar a ação.

Três empresas do grupo são rés: a Construtora Norberto Odebrecht (CNO), a Olex Importação e Exportação e a Odebrecht Agroindustrial (antiga ETH Bioenergia).


COMENTÁRIOS