Obama pressiona Putin por investigação de queda de avião na Ucrânia

Reportagem de Steve Holland, Jeff Mason e Roberta Ramptontr_rgb_pos_thumb

 

Barack Obama falou hoje sobre a crise na Ucrânia, da Casa Branca. (Foto: REUTERS/Larry Downing)

Barack Obama falou hoje sobre a crise na Ucrânia, da Casa Branca. (Foto: REUTERS/Larry Downing)

WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aumentou nesta segunda-feira a pressão sobre o presidente russo, Vladimir Putin, para que force os separatistas pró-Rússia a suspender o bloqueio da investigação internacional sobre o abate de um avião de passageiros na semana passada.

Em um pronunciamento na Casa Branca, Obama disse que os separatistas apoiados pela Rússia no leste da Ucrânia continuam a manter os investigadores afastados do local em que o avião da Malaysia Airlines caiu, às vezes disparando tiros para o alto.

“O que estão tentando esconder?”, questionou Obama.

Obama disse que Putin tem responsabilidade direta em fazer os separatistas cooperarem com as investigações e que cabe agora a Moscou insistir que os separatistas parem de bloquear a investigação.


COMENTÁRIOS