O jornalista Paulo Henrique Amorim foi condenado à prisão por “injúrias preconceituosas”

O jornalista da Record, Paulo Henrique Amorim, foi condenado à prisão por racismo

O Jornalista Paulo Henrique Amorim, apresentador da TV Record, processado por chamar o jornalista Heraldo Pereira, da TV Globo, de “negro de alma branca”, foi condenado à prisão.

O crime de “injúria preconceituosa” rendeu a pena de um ano e oito meses de reclusão.

Amorim completou 70 anos no inicio deste ano, e por isso sua pena foi diminuída em três meses.

Tudo começou em 2009, quando em seu blog, o jornalista da Record criticava Heraldo Pereira. Segundo Amorim, o jornalista da Globo era “negro de alma branca” e que “não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde”.

As declarações de Amorim “foram desrespeitosas e acintosas à vítima” e que “foi nítida a inenção de ofender a honra”, segundo a desembargadora Nilsoni de Freitas Custódio.

A advogada de Amorim afirmou que vai recorrer.

Por causa das declarações a Heraldo Pereira, no ano passado Amorim deve de se retratar publicamente, em anúncios de jornais.

Paulo Henrique Amorim.

Paulo Henrique Amorim. (Foto: TV Record/ Divulgação)


COMENTÁRIOS