Justiça Eleitoral barra Tiririca de comercial de site

Em vídeo, o candidato a reeleição chama mulher de 'mocreia'

A Justiça Eleitoral em São Paulo determinou às emissoras de rádios e TV que retirassem do ar imediatamente a propaganda do site BomNegócio.com, estrelada pelo deputado federal Tiririca (PR-SP). A decisão foi tomada na noite desta terça-feira (15), pelo juiz Cauduro Padin atendendo a uma representação do próprio partido.

Para o advogado do partido, Ricardo Vita Porto, o vídeo dá privilegio ao parlamentar, que é candidato à reeleição nas eleições deste ano. A medida busca prevenir eventual sanção da Justiça Eleitoral.

Porto utilizou do artigo 45 da Lei 9.504/97, que proíbe as emissoras, a partir de 1º de julho do ano eleitoral, a dar tratamento privilegiado a algum candidato ou transmitir algum conteúdo que favoreça o mesmo.

O juiz Cauduro Padin acolheu os argumentos e deferiu a liminar. “Diante destes aspectos presentes se fazem os requisitos necessários à concessão da liminar que fica deferida devendo as emissoras de rádio e televisão serem notificadas a fim de observar a vedação e/ou suspensão de exibição da referida peça publicitária”, sentenciou o magistrado.

Em 2010, o Tiririca foi o deputado mais votado, com 1,3 milhão de votos pelo Partido da República (PR).

*com informações de O Estado de S. Paulo


COMENTÁRIOS