Já subiu para 76 as mortes em ataques de Israel à Gaza; militantes mantêm disparos

Pelo menos 74 palestinos, a maioria deles civis, foram mortos na ofensiva de Israel em Gaza. Oito mortos são da mesma família.

Por Nidal al-Mughrabi e Allyn Fisher-Ilantr_ahz_rgb_pos

GAZA/JERUSALÉM (Reuters) – Pelo menos 74 palestinos, a maioria deles civis, foram mortos na ofensiva de Israel em Gaza, disseram autoridades palestinas nesta quinta-feira, e os militantes continuavam a disparar foguetes contra Tel Aviv e outras cidades em uma guerra que não dá sinais de acabar logo.

Ataques aéreos israelenses mataram oito membros de uma família, incluindo cinco crianças, em uma incursão antes do amanhecer na Faixa de Gaza nesta quinta-feira, disseram autoridades palestinas, enquanto combatentes liderados pelo Hamas lançavam foguetes contra Tel Aviv e outras cidades israelenses.

Os militares israelenses não comentaram de imediato a informação sobre o ataque isolado mais letal desde o início da ofensiva na terça-feira. O Ministério da Saúde palestino afirmou que o bombardeio destruiu pelo menos duas casas em Khan Younis, no sul do território.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que fará um relato sobre a crise ao Conselho de Segurança nesta quinta-feira, condenou os ataques com foguetes e pediu contenção a Israel. “Gaza está numa situação extremamente precária”, disse ele a repórteres.

Pelo menos 66 palestinos foram mortos no conflito, dos quais mais de 50 eram civis, segundo autoridades médicas de Gaza.

Israel diz que sua ofensiva tem como objetivo deter o disparo de foguetes da Faixa de Gaza contra cidades israelenses. Mais de 320 projéteis foram lançados por palestinos contra o país, mas não causaram nenhum dano grave, em parte por causa do sistema de defesa antimísseis israelense, chamado de Cúpula de Ferro.

Israel bombardeou dezenas de alvos na Faixa de Gaza nesta terça-feira, após uma onda de ataques palestinos com foguetes contra cidades do país, intensificando assim uma ofensiva contra o Hamas. (Foto: REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa)

Israel bombardeou dezenas de alvos na Faixa de Gaza nesta terça-feira, após uma onda de ataques palestinos com foguetes contra cidades do país, intensificando assim uma ofensiva contra o Hamas. (Foto: REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa)


COMENTÁRIOS